Governo deixará de arrecadar R$ 351 bilhões em benefícios fiscais; patamar é recorde