INSS: corte de R$ 1 bi deve atrasar análise de benefícios